Qual a diferença de pele vidro laminado e temperado?

A pele de vidro é um material que agrega valor em qualquer tipo de aplicação. No entanto, para aproveitar todos os benefícios e aproveitar ao máximo o produto é necessário conhecer as diferenças de cada tipo de material. 

Ao conhecer os principais modelos de pelo de vidro e entender todas as suas características, a tarefa de escolher o material correto para o seu projeto, sem dúvida nenhuma ficará mais fácil. 

Na construção civil, o uso de peles de vidro em diversos tipos de projetos é bastante comum. Entre os mais utilizados, estão o laminado e o temperado, ambos com a característica de segurança em comum.

Mas mesmo com suas semelhanças, cada modelo apresenta especificações próprias e funções para cada tipo de aplicação. 

Pele de vidro laminado

A pele de vidro laminado, também considerado como vidro de segurança, conta com um processo de fabricação diferente do vidro temperado.

Para sua produção, acontece o processo de união de duas ou mais placas de vidro, que podem ser tanto vidro comum quanto temperado. Para a fixação dessas duas peças acontecerem são usadas películas de PVB (Polivinil Butiral).

Este processo garante que, caso haja danos ao material, os estilhaços se mantenham colados na película e não se soltem. A película de PVB também é responsável por filtrar cerca de 99% dos raios ultravioleta.

Além disso, a pele de vidro laminado reduz ruídos, já que amortece as vibrações sonoras por meio das camadas de polivinil butiral. Esse tipo de vidro costuma ser utilizado em locais com grandes riscos de impacto, como sacadas, claraboias e até mesmo em para-brisas automotivos. 

Vidro temperado

Outro tipo de pele de vidro bastante utilizada é o temperado, ele é cerca de cinco vezes mais resistente do que os vidros comuns. Além disso, é mais resistente a flexão, flambagem e torção. Devido a essa característica, possui menor possibilidade de quebra. 

O seu processo de produção é totalmente diferente do vidro laminado, a pele de vidro temperado passa por um tratamento térmico, a primeira etapa do processo é a inserção da peça a forno aquecido a aproximadamente 600ºC, posteriormente sendo resfriado bruscamente em seguida.

Esse método é essencial para fortalecer a estrutura do material, além disso, é responsável por conferir uma resistência a choques térmicos cinco vezes maior em comparação ao vidro comum.

Dessa forma a pele de vidro temperado pode suportar grandes variações de temperaturas. O vidro temperado é considerado um vidro de segurança, sendo muito utilizado em janelas, portas, vitrines, boxes de banheiro, fogões e divisórias.

Qual pele de vidro escolher?

Na hora de se decidir sobre o tipo de vidro que será utilizado no seu projeto, o mais importante é avaliar onde ele será instalado. Dessa forma, você não corre o risco de escolher um material inadequado para a construção.

Portanto, avalie a necessidade do seu projeto e descubra qual dos dois materiais é o ideal para você. A escolha de profissionais capacitados para a realização do serviço também influenciará no aproveitamento da pele de vidro. 

Com um amplo atendimento no Rio de Janeiro, receba orçamentos de serviços ou produtos dos principais fornecedores da sua região.

  • Rio de Janeiro
  • São Gonçalo
  • Duque de Caxias
  • Nova Iguaçu
  • Niterói
  • Belford Roxo
  • Campos dos Goytacazes
  • São João de Meriti
  • Petrópolis
  • Volta Redonda
  • Macaé
  • Magé
  • Itaboraí
  • Cabo Frio
  • Angra dos Reis
  • Nova Friburgo
  • Barra Mansa
  • Teresópolis
  • Mesquita
  • Maricá
  • Nilópolis
  • Rio das Ostras
  • Queimados
  • Itaguaí
  • Araruama
  • Resende
  • São Pedro da Aldeia
  • Japeri
  • Itaperuna
Por |2021-11-18T17:33:39-03:00novembro 18th, 2021|Esquadrias - Produtos|0 Comentários